PPT

Os segredos não-tão-secretos dos oradores

A apresentação funciona, dá cor e forma à área de projeção, e a plateia — seja de uma reunião, palestra, workshop ou convenção — vai sendo ocupada, para o alívio do orador, que tende a encontrar mais confiança em um lugar com poucos assentos livres.
Com a pontualidade que creditamos, tradicionalmente, aos britânicos, é hora de dar início à apresentação. Aqui, no entanto, se forma uma fronteira: além de uma caprichada apresentação em PowerPoint na tela, a oratória é igualmente essencial para pavimentar o sucesso das suas intenções diante do público.
Grandes oradores bem podem ter algumas de suas devidas qualidades já desenvolvidas no que enquadramos como talento natural, mas é fato que a oratória é uma técnica capaz de ser trabalhada, aperfeiçoada e dominada. Basta tomar como exemplo algumas características em comum entre os grandes oradores que deixaram a sua marca na história, segundo artigo que Sims Wyeth, colunista da Inc., pontuou. Entre elas:
Conhecimento: a base de qualquer discurso não pode residir, apenas, na mudança de slides da apresentação. Um bom orador deve conhecer profundamente o tema sobre o qual está discursando.
Estabelecimento de relações: das coisas banais às de interesse coletivo, oradores criam uma ponte entre cada um dos temas discursados para que cheguem ao alcance da sua audiência.
Criatividade: simplificar ideias complexas e dar atratividade a ideias banais é um desafio contínuo que o bom orador busca nas suas apresentações.
Vulnerabilidade: o palanque é sedutor, mas um bom orador não se deixa levar pelos centímetros de diferença em relação ao público. Em geral, a vulnerabilidade torna o orador mais acessível e verdadeiro, em seu discurso, além de manter um tom de voz estimulante e fluído.

Para aperfeiçoar a oratória

De políticos a ativistas sociais, artistas e estudantes diante de uma plateia curiosa e disposta a ser estimulada, um bom apresentador deve desenvolver os caminhos tortuosos — mas gratificantes — da oratória. Por isso, selecionamos algumas dicas para inspirar os atuais e futuros oradores a aperfeiçoarem os seus métodos:

  • Pratique atitudes e posturas que apresentem confiança. Contato visual com o público, gestos corporais, ainda que comedidos, e firmeza nas certezas contribuem para dar mais credibilidade ao orador;
  • A linguagem corporal é fundamental, indo da roupa utilizada ao sorriso sincero e ao aprume regrado para cada ocasião. O corpo fala, e muito!
  • Crie um elo emocional com o público, que pode ser construído a partir de símbolos, imagens, histórias, músicas ou qualquer outra ferramenta que aproxime o seu discurso do público
  • A paixão é a base essencial para os oradores. Não apenas conhecer o tema, mas ter intimidade com ele;
  • Dê ao discurso as emoções de um diálogo. Fuja das burocracias discursivas e trave uma conversação honesta e objetiva com a sua audiência.

Uma boa apresentação faz a diferença, mas oradores têm que entender que eles também fazem. Desenvolver o lado apresentador é um diferencial e tanto para qualquer apresentação.

Deixe uma resposta